sábado, 10 de março de 2012

Pedestal

O teu sorriso já não me alegra mais
Os teus olhos até perderam o brilho,
aquele brilho que me fazia nadar contra
a maré só para ter o prazer de vê-lo novamente.
Ei, a culpa não é sua se o céu
agora é cinza, se o fogo virou
fagulha, se sem querer quebrei o pedestal
aquele em que se tornou seu lar,
no qual você era o rei e eu uma
simples camponesa.
O vidro era frágil e você se partiu 
e foi aí que eu percebi que você
não existia.
Foi criado em uma terra fértil de
pura imaginação.
O meu homem perfeito imaginário
que nunca poderá amar, porque em si
não existe um coração.

Andressa S.A

2 comentários:

  1. Esses posts, esses versos são lindos... São de sua autoria? Cara... São lindos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim são todos meus..:) são uma das poucas coisas que me deixam feliz!!

      Excluir